"Escrevo porque encontro nisso um prazer que não consigo traduzir. Não sou pretensiosa. Escrevo para mim, para que eu sinta a minha alma falando e cantando, às vezes chorando..." (Clarice Lispector)

domingo, 13 de janeiro de 2013

"Eu quis tanto ser a tua paz, quis tanto que você fosse o meu encontro. Quis tanto dar, tanto receber. Quis precisar, sem exigências. E sem solicitações, aceitar o que me era dado. Sem ir além, compreende? Não queria pedir mais do que você tinha, assim como eu não daria mais do que dispunha, por limitação humana. Mas o que tinha, era seu."

 
Caio Fernando Abreu.

domingo, 4 de setembro de 2011

                       As vezes, eu sinto tanta falta de você, menino.

sexta-feira, 15 de julho de 2011

Você já deu um abraço em quem você ama hoje?


Eu estava distraída, e bastante entediada, passando meu tempo na net. E de uma hora pra outra resolvi ler textos como sempre faço, e então fui no blog da Elenita. E como sempre, lindos textos. Mas, um em especial me chamou muito a atenção. Ele falava sobre o irmão dela, que tinha perdido em um assalto, se não me engano. Basicamente ele falava de saudades e dor. E aí me veio um monte de recordações na cabeça, até parece que passou um filminho em mim, sabe? Uma retrospectiva da minha vida. Sei lá, a gente perde tempo com tanta coisa inútil, e esquece de tanta coisa que deveriamos nos importar mais. Do amor..do carinho.. A gente esquece de demostrar isso a todo mundo que a gente ama. Então o tempo passa, e pode levar essas mesmas pessoas pra outro plano. E o que vai restar? Dor, saudade.. e arrependimento por não ter aproveitado tanto aquela pessoa.. Eu até sei um pouco o que a Lena, e outras milhões de pessoas passam todos os dias. Eu sinto.
Me deparo com pensamentos, várias vezes, sobre meu avô, é..
E me dá uma saudade, sabe? E na mesma hora me vem perguntas. Se ele estivesse conosco, como ele reagiria a certa coisa, ou pra um outra situação ele iria me olhar com aquele olhar brincalhão dele e dizer: lembrei de você hoje, vi um sapo com 7 pernas lá em cima do muro. (É, ele sempre fazia essas brincadeiras). E também, eu queria muuuuito saber se ele está orgulhoso de mim, e queria um abraço forte, aquele abraço que eu sempre quis dar, mas sempre tive vergonha, não sei, talvez coisa de criança.
Eu sei que faz anos que ele se foi, mas, ele sempre está nas minhas lembranças e sempre vai está, eu sei.
Esse texto pode soar pra muita gente como um desabafo, até foi. Realmente me tocou bastante o texto da Lena. Mas, principalmente é tentar passar uma mensagem: Mostre todo seu afeto, toda a sua atenção a quem você ama. Ninguém sabe o dia de amanhã, o tempo é louco, ele está em constante transformação, tudo muda em um piscar de olhos, e quase sempre nos pega de surpresa pra muita coisa. Viva a vida e principalmente ame, mas ame com tudo que tem direito, abrace, aperte, dê carinho e receba também. Faça tudo de positivo a quem você quer bem, pra no final de tudo não restar só arrependimento de que poderia ter aproveitado bem mais com aquela pessoa.

''Eu sei que tenho que aprender a viver com saudade e não com dor, mas me dói... e hoje eu queria todas as suas irritações, todas as suas manias, toda a sua chatice, todo o seu amor...Queria uma chance do universo pra ficar perto de você  de novo / cada "eu te amo" que eu deixei de dizer, por cada abraço que eu deixei de dar, cada beijo, hoje eu tb sofro...... Queria que o tempo voltasse, mas ele nunca, nunca vai voltar. É por isso que acho q o amor é o nosso bem mais precioso. Perto disso nada mais faz sentido. Cada mesquinharia, cada estupidez, parece tão pouco.....
." Elenita Rodrigues



Agora pergunto de novo: Você já deu um abraço em quem você ama hoje?

segunda-feira, 16 de maio de 2011

sexta-feira, 13 de maio de 2011

Apenas não somos mais crianças e deixamos de levar a vida de uma maneira bem mais leve. As responsabilidades vão chegando e começamos a ficar cegos pra o que tem dentro da gente, para o que sentimos. Deixamos escapar os gestos mais simples, aqueles que definitivamente nos fazem mais felizes. A vida nos faz agir assim, e a gente vai se perdendo aos poucos. Tanta pressa, tanta urgenciência pra tudo, que esquecemos da vida. Esquecemos de viver. Quando percebemos estamos ausente da família, de amigos, das pessoas que mais precisamos. Quando um dia percebermos já vai ter se passado muito tempo, já vamos ter perdido tanta coisa. E vai ser tarde demais pra alegria, pro amor, pros desejos, pra vida.


“Todos os dias o ciclo se repete, às vezes com mais rapidez, outras mais lentamente. E eu me pergunto se viver não será essa espécie de ciranda de sentimentos que se sucedem e se sucedem e deixam sempre sede no fim."


Adeus

Ela acordou assustada, com uma angustia dentro do peito. Não sabia ao certo o que havia acontecido. Sentia-se triste. Os minutos foram passando e a aflição tomou-a por completo. Tomou-a de um jeito que a sufocou, ela queria sair dali, ela precisava sair dali. Mas, algo lhe prendia. Horas se passaram, já não conseguia mais pensar. Faltava algo que a fizesse lutar por tudo que acontecera naquele momento. Ela parou. Não conseguia mais sentir-se a mesma, ela nunca desistia. Mas, tinha desistido. Ela não podia acreditar que tudo acontecera. Por um breve momento pensou que tivesse sido apenas devaneios. Não foi. Ela precisava agir, tomou forças onde aparentemente não tinha. Levantou-se. Já havia passado muito tempo desde o ocorrido. Ela agora sabia de tudo. Desabou. Não conseguiu segurar as lágrimas. Ela não estava só, mas, havia perdido a pessoa que mais amava nesse mundo. Não perdeu apenas por um momento. Perdeu pelo resto de seus dias. Custava a acreditar. Procurava explicações, mas, não tinha. Tinha que tomar um decisão, precisava vê-lo, já não podia. Se arrependera do que havia feito, queria desculpar-se, porém, ele não estava lá, não onde ela queria.

segunda-feira, 9 de maio de 2011

Eu sei que prometemos muitas coisas um ao outro, coisas lindas, coisas só nossa. Mas, tem hora que bate a nostalgia, e eu esqueço de tudo, até das promessas, das palavras, do nosso amor. Se ainda existir amor, não me deixe mudar, não me deixe te esquecer. Me faz voltar a sentir tudo como antes. Não quero que acabe, só quero que você consiga me fazer feliz outra vez.